Mulheres empoderadas. O que as diferenciam das outras?

Mulheres empoderadas. O que as diferenciam das outras?

O empoderamento feminino tem sido pauta em programas de tv, matérias de jornais, rádios e de muitas discussões em redes sociais ao longo desses últimos anos. Se antes as mulheres não tinham espaço para demonstrar seu total valor, hoje elas já provaram que podem atuar em áreas que eram dominadas pelos homens. Tudo isso é resultado do empoderamento, ou seja, de dar mais poder para essa fatia da população. Podemos dizer que o tema caiu na boca do povo e há quem sinalize a saturação do mesmo. Entretanto minha convicção é que se as mudanças ainda não foram concretizadas, não podemos para de trabalhar esse assunto.

Mulheres empoderadas. O que elas fazem que as diferenciam das outras?

Mulheres bem-sucedidas são empoderadas. Elas assumem a responsabilidade de conduzir uma situação, fazem escolhas definidas a partir da sua própria percepção e valores, são focadas e jamais abrem mão de seus propósitos. Buscam a resposta dentro de si, e não no outro.

Afinal, o que é empoderamento feminino?

A palavra “empoderamento” vem do inglês “empowerment, que pode ser traduzido como “fortalecimento”. Basicamente, empoderar uma mulher significa torná-la mais forte, dar condições para que ela se sinta segura e autoconfiante — e, assim, cresça pessoal e profissionalmente.

Em 2010, a ONU lançou os princípios de empoderamento das mulheres, a fim de pôr em prática seus propósitos para um mundo melhor. São eles:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível.
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação.
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa.
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres.
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing.
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social.
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

Sete anos se passaram e esses princípios ainda precisam ser massivamente aplicados. O empoderamento está presente em grandes ações, como por exemplo, quando empresas decidem seguir uma política interna de equidade entre gêneros e quebra de preconceitos contra as mulheres.

Quer saber como alcançar esse poder? Abaixo algumas dicas…

  • Estude. Conhecimento é Poder.

Sim, uma mulher bem-sucedida acredita que educar-se é essencial e por isso está sempre aprendendo coisas novas, lê, faz perguntas e se atualiza com o que acontece no mundo, afinal de contas, conhecimento é poder, certo?

  • Conheça a si mesma.

Essa uma grande e importantíssima característica da mulher potente. A mulher que sabe de sí, conhece seus limites, seus desejos, suas lacunas, qualidades e defeitos, desfila por aí cheia de autoconfiança e coragem.

  • Comemore suas conquistas.

Valorize cada etapa do caminho rumo ao sucesso e não espere somente pelas grandes conquistas que estão por vir, pois isso a manterá motivada e preparada para o sucesso.

  • Desafie-se.

Enfrente desafios em todos os campos: intelectual, físico, emocional… Estabeleça metas em todas as áreas e tente sempre atingir um desempenho melhor.

  • Não espere ser aceita por todos.

Faça suas escolhas baseada naquilo que te significa no mundo, respeitando sua essência e sabendo que o melhor para sí nem sempre agradará a todos. Tenha noção do seu potencial. Muitas vezes o NÃO para alguém pode significar SIM para você.

  • Defina metas

Estabeleça seus objetivos e defina um plano de ação para conquistá-los. Meça seu sucesso, reavalie e estabeleça novos propósitos de acordo com seus próprios padrões.

 

Com informações de Bruna Oliveira

Deixe seu comentário

Add Comment