Por que o Brasil não é atingido por furacões?

Por que o Brasil não é atingido por furacões?

Furacão Florence atingiu os EUA nesta sexta-feira, ameaçando provocar inundações, desabastecimento e mortes; especialistas garantem que fenômeno similar é quase impossível no Brasil.

Segundo meteorologistas ouvidos pela BBC News Brasil, as chances de que isso aconteça por aqui são mínimas – a explicação é que a formação de um furacão depende de uma série de fatores que só foi registrada uma vez no país.

Muitos brasileiros perguntam-se sobre a possibilidade de surgirem furacões no país, especialmente, diante do crescente número destes fenômenos climáticos em várias partes do mundo.

Mas por que, diferentemente dos EUA e de outros países periodicamente atingidos por fenômenos climáticos similares, o Brasil não precisa se preocupar com isso?

“Os furacões não acontecem na região próxima a linha do equador, pois a rotação da terra pode destruir a rotação do furacão. Um furacão que nasce no hemisfério norte não pode cruzar a linha equatorial e chegar ao Brasil, pois o sentido da rotação da terra, oposto, faria o furacão morrer.

O Brasil não apresenta condições necessárias para o desenvolvimento de furacões: águas com temperaturas superficiais maiores de 28º C e cisalhamento vertical do vento fraco e convergência de umidade na superfície (todos estes juntos).” Explica o Dr. José Marengo, pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE.

No entanto, o Brasil não está totalmente protegido contra furacões e já foi atingido por um em 2004: o ciclone tropical Catarina.

Mesmo assim, o fenômeno é raro de acontecer porque as águas brasileiras não são quentes o suficiente e, quando são, como no Nordeste, não há massas de ar frio que possam causar um choque térmico de grande impacto para induzir a formação de furacões.

Com informações de Bruna Oliveira

Deixe seu comentário

Add Comment