Seu cabelo cai muito? Dicas para evitar a queda de cabelo

Seu cabelo cai muito? Dicas para evitar a queda de cabelo

Muitas mulheres se assustam com a quantidade de fios “perdidos” diariamente, mas o que grande parte não sabe é que a queda normal é totalmente diferente da queda patológica, isto é, quando há alguma causa por trás da perda de cabelo, geralmente atrelada à vulnerabilidade do organismo.

O número de mulheres que sofre de queda de cabelo está em constante aumento. O stress e as tensões do dia-a-dia, a poluição ambiental e os tratamentos cosméticos errados são algumas das causas.

Na mulher, a queda de cabelo pode ter consequências psicológicas importantes, não apenas porque a cabeleira influencia a agradabilidade estética do rosto, mas também porque perdê-la significa ver comprometida a própria feminilidade.

PRINCIPAIS CAUSAS PARA A QUEDA DE CABELO

Quando o assunto é queda de cabelo, é comum pensarmos logo em calvície, mas são duas coisas diferentes. A confusão ocorre por conta da sensação que muita gente tem de que, quando o cabelo cai, ele não volta mais, como ocorre na calvície. No entanto, embora a calvície possa afetar até 40 % das mulheres após a menopausa, de acordo com o especialista, existem outras causas comuns para a queda de cabelo feminino:

Deficiência de vitaminas, proteínas e minerais: 

Mesmo que a gente não se lembre disso o tempo todo, o cabelo é parte do nosso corpo e, como o restante dele, depende de nutrientes adequados para se manter saudável. Entre eles, a deficiência de ferro como um dos principais motivos para a queda de cabelo.

Medicações orais: 

Diversos remédios apresentam como efeito colateral a queda de cabelo, entre eles antidepressivos, inibidores de apetite, anabolizantes, anticonvulsivantes, anti-hipertensivos, anticoagulantes, anti-inflamatórios, entre outros.

Anticoncepcionais: 

Estão ligados à queda de cabelos em mulheres com sensibilidade às variações hormonais, podendo ocorrer durante o uso ou meses após sua interrupção.

Pós-parto: 

A culpa, novamente, é da variação hormonal, que inicia na gravidez e altera o chamado ciclo do pelo. A queda acentuada pode ocorrer por até 6 meses após o parto.

Distúrbios hormonais: 

Doenças da tireoide, Síndrome dos Ovários Policísticos, além de doenças envolvendo hormônios como o cortisol também estão ligadas à queda de cabelo.

Hábitos de vida:

O cabelo reflete bastante o equilíbrio ou não do nosso organismo, por isso, hábitos que provocam mudanças hormonais ou que dificultam a absorção de nutrientes como estresse, sedentarismo, tabagismo e má-alimentação podem refletir no problema.

Cuidados capilares inadequados: 

Práticas incorretas de coloração, alisamentos e alongamentos levam à quebra do fio, seguida de queda. O mesmo vale para uma frequência inadequada de lavagens e uso de produtos que contribuem para a produção excessiva de sebo.

Problemas no couro cabeludo: 

Por diferentes motivos, doenças como dermatites, psoríase, micose e outras do couro cabeludo enfraquecem os fios e podem resultar em queda.

 

DICAS PARA EVITAR A QUEDA DE CABELO

A queda de cabelo pode ser evitada com algumas medidas, como por exemplo:

  1. Lavar os cabelos pelo menos 2 vezes por semana

Não é necessário lavar os cabelos todos os dias, no entanto, quando a oleosidade é excessiva ou quando há muita transpiração devido à prática de atividades físicas, é recomendado lavar o cabelo regularmente para que os fios fiquem fortalecidos e resistentes à queda.

O ideal é lavar os cabelos sempre que estiverem sujos, entre 2 a 3 vezes por semana, no entanto esse tempo pode variar de pessoa para pessoa.

  1. Alimentação saudável

Uma alimentação rica em vitaminas em minerais é essencial para fortalecer a raiz do cabelo, evitando a queda. No entanto, o consumo de suplementos vitamínicos deve ser orientado por um nutricionista, pois da mesma forma que a falta de vitaminas provoca a queda de cabelos, o excesso também tem o mesmo resultado, apesar dessa causa ser mais rara.

  1. Enxaguar bem os cabelos

É importante enxaguar bem os cabelos, removendo o shampoo e o condicionador completamente. A presença de resíduos no couro cabeludo pode fazer com que haja mais oleosidade e promova a queda de cabelo.

  1. Desembaraçar os cabelos ainda no banho

É interessante desembaraçar os cabelos ainda no banho quando passar o creme ou condicionador, pois impede que quando seco o cabelo fique muito embaraçado e haja quebra dos fios ou quedas. Além disso, é importante desembaraçar primeiramente as pontas e deixar a raiz por último, isso também evita maiores quedas de cabelo.

  1. Só prender os cabelos quando estiverem secos

Prender os cabelos ainda molhados ou úmidos pode fazer com que a raiz sofra danos, favorecendo a queda. Por isso, caso queira ou haja necessidade de prender os cabelos, é importante esperar até que esteja completamente seco.

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Add Comment