Athletico Paranaense conquista a Copa do Brasil

Home Athletico Paranaense conquista a Copa do Brasil

O Athletico Paranaense mereceu e conquistou a Copa do Brasil na noite de ontem. O Furacão venceu o Inter por 2 a 1 em pleno Beira-Rio,e conquistou o seu título inédito na competição. 

Com gols de Léo Cittadini e Rony, o time paranaense garantiu a sua vaga na Supercopa e na Libertadores da América de 2020 – além disso, o Furacão garantiu a premiação milionária de R$ 52 milhões de reais.

O jogo

Com o apoio da torcida, o Inter pressionou o Athletico Paranaense desde os minutos iniciais de partida. O time gaúcho teve a sua primeira chance de gol com Nico López, no momento do chute, Santos defendeu. Apesar de não conseguir levar perigo ao gol defendido por Marcelo Lomba, Furacão contava com a velocidade do atacante Marco Rubem – que buscava encontrar espaços em campo. 

Os torcedores paranaenses vibraram aos 23 minutos. Depois de uma jogada iniciada por Rony na lateral-esquerda, Marco Rubem aproveitou a sobra e na grande área, o camisa 9 encontrou com Léo Cittadini – que dominou, deslocou Marcelo Lomba e fez a alegria dos torcedores que foram a Porto Alegre. 

A resposta Colorada veio com Guerrero, que recebeu na entrada da grande área, mas Bruno Guimarães afastou. O gol de empate saiu com Nico López, depois de uma cobrança de escanteio, Rodrigo Lindoso apareceu para completar, a bola acertou o travessão e sobrou para o atacante. No fim do 1º tempo, Khellven quase marcou um gol olímpico, após uma cobrança de escanteio. 

No segundo tempo, o Colorado buscou o seu segundo gol na partida – o que levaria a decisão para as penalidades. O gaúcho de Erechim Rafael Sóbis teve uma chance clara de gol depois de uma cobrança de falta, o goleiro Santos precisou se esticar para defender. Na sequência, um escanteio a favor do time gaúcho – Sóbis cruzou na área, Cuesta e Guerrero tentaram o cabeceio e a zaga afastou.  

O Athletico chegou com perigo após Cirino tentar o cabeceio, Cuesta tentou afastar, e a bola passou à esquerda de Lomba. Aos 41, o Inter chegou ao ataque com Parede, que em um erro de Santos largou a bola nos pés do atacante. O camisa 1 se recuperou e evitou o gol do time gaúcho. Apesar de todo o empenho do Inter ao longo da partida, o Furacão soube administrar e no fim do jogo, Rony consolidou a conquista. 


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/pensereal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4609