O que vale em uma eleição?

O que vale em uma eleição?

Por Herbert Poersch ( DJ Cabeção )

Estava eu aqui pensando sobre as falas que fulano troca de partido por dinheiro e fiquei pensando, temos tantos exemplos no Brasil de que não é o dinheiro que ganha eleição e sim a vontade do povo/crédito/trabalho. Vejamos, Paulo Borges se elegeu(na época) a deputado estadual como o mais votado do estado e o comitê dele era numa peça na frente da casa de um amigo meu em Porto Alegre, e não gastou 30 mil reais na campanha. O Bolsonaro, por conta do Atentado, fez a campanha basicamente de casa sem gastar com viagens pelo Brasil e usando uma ferramenta gratuita que é o Facebook diariamente. Tenho certeza que se a eleição fosse hoje em Colatina-ES e alguém fosse concorrer contra o Prefeito Sérgio Meneguelli, mesmo com milhões, não tiraria a eleição dele. Deixo aqui uma reflexão para debate: quando pesamos assim, que o dinheiro é quem mandará na próxima eleição de canoas estaríamos nós já previamente elegendo quem mais o tiver? Ou até mesmo poderíamos estar querendo insinuar que os “ladroes” seriam “os eleitores”? Acho que devemos pensar mais nas políticas públicas e deixar de lado o pensamento “dinheirista”, olhando para as reais necessidades das pessoas, isso sim elegerá representantes. O povo quer estar ao lado de quem fez/faz/fará. As vezes uma simples palavra de conforto e de esperança dita com a seriedade no olhar do cidadão de bem, conquista as pessoas e não somente cifrões. Vamos ao debate