14.4 C
Canoas
sexta-feira, agosto 7, 2020

Projeto de Porto Alegre busca ajudar as comunidades carentes

Leia Mais

Vem aí muita chuva para o RS

Muito sol e clima de verão predominam no Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (7) com uma massa de ar seco e quente.

Blitzes de orientação sobre o coronavírus voltam a ocorrer nesta sexta-feira

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) volta a realizar nesta sexta-feira, dia 07, blitzes de orientação sobre a covid-19. Equipes da SMS estarão distribuindo...

Primeiro dia da Feira do Produtor no Novo Esteio tem bom movimento

Toda sexta-feira, Jacir da Silva Pereira, 62 anos, saia do Novo Esteio e ia até o Bairro Santo Inácio fazer compras na tradicional feira...

PF investiga ataques racistas em aulas virtuais de universidades e institutos federais no RS

A Polícia Federal informou que está investigando os ataques racistas que ocorreram durante aulas virtuais de universidades e institutos federais no Rio Grande do...

A Prefeitura de Porto Alegre lançou o projeto Moda Alegre “Costurando Solidariedade”. São 20 comunidades beneficiadas com doações de tecidos dos parceiros do programa, como: Sindilojas, POA Solidária, Inabrape, Rabush, Sesc Comunidades, Ton ge e Sivergs.

A loja Rabush doará uma tonelada de tecidos, linhas e 200 cestas básicas para as costureiras que participam do Moda Alegre “Costurando Solidariedade”.

No site da prefeitura eles explicam o Moda Alegre como um projeto de solidariedade com criatividade para ajudar na economia dos bairros carentes da Capital gaúcha. As vendas são de máscaras.

O projeto recebe doações de tecidos e aviamentos também de uma rede solidária de pessoas físicas e jurídicas e são entregues a costureiras para a cadeia produtiva e solidária. Segundo o site da prefeitura, já existem quatro comunidades organizadas que já estão vendendo, outros seis entregam doações e muitas outras estão aderindo.

Realmente está na moda vender máscaras por causa da pandemia do Coronavírus, mas não sabia que a prefeitura também iria “ficar na moda”. Imaginem, estamos entrando no inverno e na Campanha do Agasalho. Vocês acham mesmo importante gastar tempo com um projeto de vendas de máscaras? Como o prefeito Nelson Marchezan Júnior em sua consciência de comandar o último ano de prefeitura aceita isso?

Estamos com muitas pessoas passando frio e fome nas ruas e nos bairros carentes que passará o projeto Moda Alegre.

Na minha opinião de quem já trabalhou em assessoria de imprensa do governo, o prefeito e seus assessores deveriam se concentrar na Campanha do Agasalho para ajudar as comunidades mais pobres a terem roupas de inverno e cobertores para se agasalhar neste inverno.

Os parceiros do projeto também deveriam participar da Campanha do Agasalho para ajudar os mais necessitados a passar por dias de frio que vem por aí. Ou talvez eles, com a prefeitura de Porto Alegre, fazer um programa de distribuição de sopas para quem não tem nem o que comer na Capital Gaúcha nestes dias de inverno. Um apelo de uma jornalista preocupada com a população, se concentrem no que Porto Alegre precisa no momento, não em vendas de máscaras.

Se estão preocupados com as pessoas usarem máscaras, distribuam as descartáveis para a população e achem outra maneira para ajudar na economia dos mais pobres da cidade, como reabertura normal dos comércios e restaurantes, e ofereçam algum trabalho para os desempregados.

More articles

- Advertisement -

Ultimas

Vem aí muita chuva para o RS

Muito sol e clima de verão predominam no Rio Grande do Sul nesta sexta-feira (7) com uma massa de ar seco e quente.

Blitzes de orientação sobre o coronavírus voltam a ocorrer nesta sexta-feira

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) volta a realizar nesta sexta-feira, dia 07, blitzes de orientação sobre a covid-19. Equipes da SMS estarão distribuindo...

Primeiro dia da Feira do Produtor no Novo Esteio tem bom movimento

Toda sexta-feira, Jacir da Silva Pereira, 62 anos, saia do Novo Esteio e ia até o Bairro Santo Inácio fazer compras na tradicional feira...

PF investiga ataques racistas em aulas virtuais de universidades e institutos federais no RS

A Polícia Federal informou que está investigando os ataques racistas que ocorreram durante aulas virtuais de universidades e institutos federais no Rio Grande do...

Prefeitura de Canoas garante no Ministério Público funcionamento do Hospital Graças

Solicitada pela Prefeitura de Canoas, através da Secretaria da Saúde, uma reunião, na tarde desta terça-feira (4), no Ministério Público, garantiu a normalização do...