PROTESTO EM FRENTE AO FÓRUM CENTRAL

Home PROTESTO EM FRENTE AO FÓRUM CENTRAL

Familiares de presos fizeram uma manifestação em frente ao Fórum Central de Porto Alegre na tarde de hoje.
Reivindicam que o Poder Judiciário e a sociedade prestem atenção ao colapso do sistema prisional.
Os agentes penitenciários trabalham em situação de penúria, sem nenhuma condição de trabalho, correndo alto risco na atividade deles. Além de pouco pessoal e péssimas condições de trabalho, a remuneração dos mesmos é incompatível ao mínimo de dignidade que merecem.
Por consequência, os agentes iniciaram uma operação padrão, para mostrar que fazem muito mais do que lhes seria exigido por lei.
Trabalhando dentro do mínimo que deveriam fazer com as condições que possuem, o prejuízo é evidente.
Os presos acabam sem condições humanas mínimas para eles e para as famílias que os visitam.
Os familiares estão levando horas para conseguir entrar nas visitas, o Estado que deveria dar alimentação adequada, além de higiene e tudo o que minimamente os presos necessitam, não atende ao que deveria.
Costuma ser aceito, há décadas, frente a ausência do Estado, que os familiares levem kits com itens básicos que são revistados na entrada, mas por falta de agentes, nem isso está entrando.
Os agentes penitenciários estão exigindo o que é direito deles.
Os familiares também estão exigindo o que é direito deles.
Cabe ao Estado providenciar o que é direito de todos.
Logo no início do protesto, o GAES foi chamado para liberar a via.
Esperamos uma resposta das autoridades antes que a situação se agrave.
Os presos estão sendo prejudicados por falta de absolutamente tudo, desde seus itens mais básicos, até por falta de assistência médica, jurídica, alguns não conseguem saber notícias de seus familiares aqui fora,… enfim, um verdadeiro caos está acontecendo.
Depois, se acontece uma rebelião dentro das cadeias ou ataques a ônibus e coisas que vemos em outros Estados, é bom que se saiba que a responsabilidade é de quem tem poder de decisão, que foram alertados e que nada fizeram.

 

Confira imagens do protesto