Quem precisa de terapia?

Home Quem precisa de terapia?

– Quem busca autoconhecimento;

– Quem se encontra em sofrimento ou com angustias provocadas por perdas;

– Quem passou por situações de riscos, de acidentes ou situações de violência;

– Quem está com depressão, fobias, síndrome de ansiedade, bulimia, anorexia, manias, TOC, síndrome do pânico e questões neurológicas e psiquiátricas; 

– Quem busca orientação profissional;

– Quem está tendo dificuldades em relacionamentos, de comunicação;

– Quem está enfrentando questões emocionais relacionadas ao estresse;

– Quem está com sentimento de inferioridade, tristeza e/ou ansiedade constante, medos, agressividade, insônia, insegurança, irritação exagerada, situações de luto, de perda, obesidade, frustração, ciúmes excessivo, sintomas físicos sem justificativa aparente; 

– Quem está com dificuldades escolares;

– Quem está com questões relacionadas a dificuldade com envelhecimento, com educação dos filhos, dentre outros;

– Pessoas encaminhadas por vários profissionais: médicos (doenças psicossomáticas, psiquiátrica e neurológica e síndromes), assistentes sociais (situação de riscos, sociais, relacionais e outros), pedagogos e professores (dificuldade aprendizagem, relacionamentos na área da educação), fonoaudiólogos (questões da fala, voz, auditiva e outros), dentre outros.

 

 

 

MITOS E VERDADES SOBRE A TERAPIA

 

         TERAPIA É IGUAL A DESABAFAR COM UM AMIGO.

Sim, é muito bom ter um amigo com quem desabafar. Porém, ele não dispõe de dois recursos importantes para te auxiliar: imparcialidade, e conhecimento técnico-científico sobre o comportamento do ser humano e seu funcionamento.

 

         TERAPIA É COISA DE LOUCO.

Por muitos anos, a terapia esteve ligada aos tratamentos psiquiátricos, nos quais os pacientes eram “chamados” de loucos pela população. Porém, com o surgimento da sociedade moderna, podemos ver o movimento de empoderamento do ser humano, que busca o acompanhamento terapêutico por motivos diversos, e de diferentes graus de severidade. Ou seja, terapia é para qualquer pessoa!

 

         O PSICÓLOGO VAI ME JULGAR

É costume pensar que as pessoas vão te julgar quando você falar dos seus problemas. Porém, é importante que você lembre que o psicólogo está ali para te ajudar, e não te julgar. A partir do seu conhecimento, o profissional é capaz de compreender o que você faz, e os motivos que o levaram a fazer. Dessa forma, ele é capaz de acolher você com um olhar empático, para além daquilo que as pessoas possam chamar de erros.

 

         MEU PROBLEMA NÃO TEM SOLUÇÃO

Diante de situações intensas, por vezes você pode não ver possibilidades de conseguir solucionar os seus problemas. Nesse momento, é importante o suporte de alguém que não esteja imerso no problema, para conseguir analisar possíveis saídas ou maneiras de passar por tudo de forma menos sofrida. É exatamente quando você acha que não pode ser ajudado, que você precisa de ajuda!

 

         TERAPIA É CARO

Não é objetivo do psicólogo contribuir com o aumento das suas dívidas. O que você deve considerar, é quais são suas prioridades: no atual momento da sua vida, é uma prioridade sentir-se bem consigo mesmo(a)? O valor que você gasta com a terapia deve ser visto como um investimento, tendo em vista que trará retornos em forma de bem estar, resolução de problemas, além de recursos para lidar com os mais diferentes aspectos de sua vida. Terapia não é gasto, é investimento.

Magdalena L. Schneider

Psicóloga clínica CRP 07/27539

Pós-graduanda em Saúde Mental e Atenção Psicossocial

Gostou do texto? Quer saber mais? Quer sugerir assuntos?

Me siga nas redes sociais

Facebook: Psicóloga Magdalena Schneider

Instagram: @psicologamagdalena